Vacina para rotavírus em Brasília

Descrição da vacina:

A vacina oral atenuada pentavalente (VRH5) é composta por cinco tipos de rotavírus vivos “enfraquecidos”.

O que ela previne:

Doença diarreica causada por rotavírus.

Via de aplicação:

Oral

Indicação:

Bebês de 6 semanas a 8 meses e 0 dias. A primeira dose deve ser obrigatoriamente aplicada até a idade de 3 meses e 15 dias, e a última dose até os 7 meses e 29 dias.

Esquema de Doses:

  • Para crianças a partir de 6 semanas de idade: três doses, com intervalo mínimo de quatro semanas. Esquema padrão: 2, 4 e 6 meses de idade;
  • A idade máxima para começar a vacinação é de 3 meses e 15 dias. Se houver atraso além dessa idade, a imunização não poderá ser iniciada. Da mesma forma, a idade máxima para a última dose é 7 meses e 29 dias.

Contraindicações:

  • Toda vacinação deve ser adiada em caso de quadro febril agudo moderado a grave;
  • Crianças fora da faixa etária citada acima; com deficiências imunológicas por doença ou uso de medicamentos que causam imunossupressão;
  • Crianças com alergia grave (urticária disseminada, dificuldade respiratória e choque anafilático) provocada por algum dos componentes da vacina ou por dose anterior da mesma;
  • Situações de imunossupressão devem ser avaliadas caso a caso;
  • Pessoas que tomam doses de corticoides sistêmicos consideradas imunossupressoras (doses mais altas que o habitual ou por tempo superior a 14 dias). Nessas situações, converse com o seu médico e veja se no seu caso a dose é imunossupressora. Isso não se aplica a corticoides na forma de cremes, spray nasal, bombinhas de asma ou infiltração articular;
  • Crianças com doença do aparelho gastrintestinal ou história prévia de invaginação intestinal.

Cuidados antes, durante e após a aplicação:

  • Adiar a vacinação em bebês com febre moderada a alta (acima de 38⁰C) ou diarreia intensa, até que ocorra a melhora desses sintomas. Não há problema se a febre for baixa ou a diarreia de leve intensidade, sem provocar desidratação;
  • Não é preciso dar outra dose se o bebê golfar ou regurgitar após tomar a vacina;
  • Compressas frias aliviam a reação no local de aplicação.

Informações adicionais relevantes:

Sintomas gastrointestinais podem ocorrer em cerca de 10% dos vacinados.

Importante:

As informações disponíveis neste site possuem caráter apenas educativo. Caso apresente algum sintoma diferente ou persistente que se prolongue por mais de 48h ao tomar um medicamento ou vacina, procure orientação médica.

Imunocentro – Especialidades médicas

Vacina | Alergia | Pediatria em Brasília

Imunocentro Brasília - Alergias

Alergia

Asma em crianças e adultos
Rinite e sinusite
Conjuntivite alérgica
Dermatite atópica e dermatite de contato

Alergia alimentar
Alergia a medicamentos
Hipersensibilidade à picada de insetos
Imunodeficiências primárias

Imunocentro Brasília - Pediatria

Pediatria

Asma em crianças e adolescentes
Alergia em crianças e adolescentes
Anemia em crianças e adolescentes

Doenças respiratórias em crianças e adolescentes
Infecções de ouvido em crianças e adolescentes

Imunocentro Brasília - Vacina

Vacina

Vacina para prematuros
Vacina para crianças
Vacina para adolescentes
Vacina para adultos
Vacina para gestantes

Vacina para idosos
Vacina para viajantes
Vacina para empresas
Vacina contra HPV
Vacina contra febre amarela

Menu